O primeiro som


Nascer dói todos os dias

Crescer dói


O primeiro choro

As primeiras palavras

O aprendizado


Nascer também não dói


Onde há lágrimas também há sorrisos

Onde existem monossílabas existirão frases com melodias



Rosalina Herai






quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Mais um ano



Mais um ano

A carcaça,
a casca,
a pintura,
a imagem,
a gravura,
o reflexo,...
Quem sou?


Já tive tantos anos:
Ja tive 100 anos quando em outro século me senti estar,
ja tive milhões de anos quando perguntei a idade da terra,
ja fui para o espaço,
ja morri várias vezes desejando mais cedo no céu estar.
Ja nasci tantas vezes, semente frágil de ramos verdinhos num leve despertar.
Troquei de roupas tantas vezes, me fantasiei,
pintei meu rosto para viver no palco da vida dos civilizados;
também me imaginei sem nada, nua, sem mesmo pele, ossos, nervos, músculos, apenas eu
essência livre.
Me apaixonei olhando a natureza verde, o planeta terra e seus detalhes.
Sempre gostei de olhar a alma humana, e a acho muito triste por causa de mitos;
também a acho explêndida...sorri, ama, abraça, brinca...é adulta, é criança.
Mais um ano, quem diria que minha carcaça ainda aqui estaria...
Não é para assustar, considero o corpo uma moradia.
Mais um ano,um presente...poder ao mundo admirar.

Rosalina Herai

Um comentário:

Mary Cely disse...

ola poetisa vim aqui deixar um afago e te agradecer pelo comentario que fizeste emmeu blog.Fiquei emocionada e pra mostrar isto postei em quase todos blogs meus.Eu coloquei seu nome lá.Ah deixei de escrever e colocar na recantos qdo surge algo coloco emm eus blogs mesmo .se usa msn poderiamos conversar qualquer dia abraços e muita Paz.